domingo, julho 18, 2010

Desvio


Estranha o sol
teima em adoecer
o dia servido
ao gosto do chá
de boldo, que porra
é essa?

-É quase dia! - tende a gritar
cultiva aos cachos
desafetos fora
das ventanas frouxas
desse apartamento.

Pousou aqui
a sibilar que não
se amou nem
apreciou, dadas
as gotas de insanidade
amontoada em anos
ao longo de longos
anos.

Com que cara mais deslavada
do mundo, mente
que está tudo
bem está
bem?

A propósito
não é mais de ninguém
bem menos de si
mais por coincidência

que por escolha...
coisas demais pra assumir
numa só vez.

Sentou aqui
a sussurrar, então provou
cada trouxinha da pura
vaidade acolchoada
em prantos
ao longo de longos
panos.

Com a cara mais rasgada
do mundo, teme
que está tudo
bem está tudo
bem...

E a bolsa rompeu!

2 Comments:

Blogger glo goulart said...

\o/ !!!

3:58 PM  
Anonymous Emmanuel said...

Cara, seus escritos são demais, por favor continue postando-os.
Abraços

10:54 PM  

Postar um comentário

<< Home